segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Algumas palavras para a minha primeira postagem.

O meu envolvimento com a Filatelia ocorreu quando eu tinha 12 anos de idade. Para quem não sabe, este é o nome dado à prática de colecionar e estudar selos e demais documentos ligados à comunicação postal. Na época, eu herdei os remanescentes de uma antiga coleção de selos que pertenceu ao meu bisavô, Juvenal Macedo.



Por volta dos 16 anos de idade, comecei a frequentar as reuniões da Associação Filatélica de Joinville - AFJ, que eram realizadas em uma pequena sede, cujo prédio já não existe mais, localizada no centro de Joinville. Foi lá que eu me tornei filatelista. Para isso, contei com a ajuda de pessoas incríveis, como o saudoso Bruno Carlos Ehrhardt, que me ensinou a manusear catálogos de selos.



Em 1999, eu ingressei na faculdade de História. Apesar de íntima relação entre a Filatelia e o saber histórico, eu acabei me afastando do colecionismo filatélico. Esqueci o quanto era bom passar um pedaço da tarde de Sábado batendo papo e trocando selos com os meus amigos ou receber quase toda a semana a carta de algum filatelista estrangeiro, recheada de selos novos e usados.



Assim, retomei a Filatelia em meados do ano passado, 2011. Voltei a frequentar as reuniões da AFJ, mesmo que uma vez por mês (moro em uma cidade vizinha a Joinville que não possui clube filatélico), além de dar pitaco em um interessante fórum sobre Filatelia existente na internet. Lançar e manter esse blogue faz parte de processo de retorno a algo que sempre me deu muito prazer e satisfação.



Os filatelistas costumam dizer que a Filatelia é uma "janela para o mundo". Particularmente, eu acredito que essa é uma das diversas "janelas" que o colecionismo filatélico possui. Espero que, através deste blogue, outras janelas poderão ser abertas.

2 comentários:

  1. Parabéns pelo blog. Qualquer atitude que divulgue a filatelia é louvável.

    ResponderExcluir